sábado, 9 de abril de 2011

"Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é..."

Eu sei muito bem o que eu quero. Eu conheço os meus limites. Eu sei até onde posso ir para alcançar o que quero. Eu sei quando não desistir passa a doer mais do que desistir. Eu cumpro minhas promessas. Eu honro meus compromissos, mesmo que isso tire algo de mim. Eu não assumo mais do que consiga suportar. Quando assumo mais do que posso por erro de cálculo, faço algo para facilitar o caminho. Eu sou capaz de mover o mundo atrás da felicidade.

Qualidades?

Eu assumo a incerteza da vida, mas não assumo um talvez. Eu não tento mais me machucar acima dos meus limites. Eu não gosto que as pessoas não saibam até onde podem ir para ter o que querem. Eu não gosto de ter que escolher entre 2 opções ruins, mas quando é preciso escolho e não deixo rolar. Eu espero que as pessoas cumpram as promessas comigo. Eu me ofendo e me magoo quando as pessoas não cumprem compromissos comigo. Eu não me sinto à vontade quando parece que preciso de mais do que as pessoas podem dar. Não consigo dar um passo quando não me sinto atrás de felicidade, mas sim de falta de paz.

Eu sou verdadeira demais comigo e com as pessoas. E eu sei que isso é bom, muito bom. Mas tem dias que parece ruim. Tem dias que eu não sei me iludir, mesmo quando preciso. Eu não consigo oferecer ilusão a ninguém. Meus sonhos são do tamanho dos meus braços e pernas e sonho com cada passo que sei que vou sendo capaz de alcançar. Como eu não vivo na fantasia, só sei valorizar o real.

Mas hoje? Hoje eu quero maldizer tudo isso. Só hoje. Porque tem dias que em que é muito difícil ser eu. Tem dias que a gente amanhece triste e não precisa explicar por quê.

Um dia eu escrevi aqui no blog que não ficariam cicatrizes abertas, mas uma pele calejada e muito mais firme para suportar mais e melhor depois. Então eu estou aqui na vida, correndo atrás deste sonho. Só um desabafo. Talvez este seja um post pra mim. Obrigada e desculpe a quem leu até aqui.

É isso.

9 comentários:

Sarah disse...

[]'s

Rê Lopes disse...

Jeito Fênix de ser... eu sei que você tbm é assim e sei que é uma mulher muito forte, isso pode assustar ás pessoas às vezes, talvez até por vontade de ser tão forte quanto você!
Não sei pq disse isso, mas deu vontade de dizer!
TE AMO MTO IRMÃ!
beijos!

нєllєи Cαяoliиє disse...

realmente cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é mesmo,só a gente sabe o que levamos nas costas,ou o brilho que levamos no olhar...
Quanto a suas qualidades,pequena grande mulher aprendendo que cada dia pode aprender mais com você e com as pessoas!
Lindo Post
Beijos

Paula Li disse...

Oi Taís, também tento ser realista e não abraçar o mundo com as pernas, mas vejo muitas pessoas que preferem viver na fantasia.
E são muitas mesmo. Pessoas que preferem viver desligadas da realidade, ou sonhando sem buscar o objetivo. Acredito que cada um tem direito de sonhar o que quiser e se não esta me atigindo, aquilo não me incomoda. Se faz bem para ela, por que vou me abalar?
Quanto ter acordado triste hoje, é natural,mesmo que não tenha explicação lógica.
Melhoras,
bjs

Jéssica Trabuco disse...

Desabafos são sempre bons.
Isso que aconteceu com você hoje, aconteceu comigo algumas vezes.
As vezes a gente fica sem querer ser a gente mesmo, só hoje, só um dia. Só pra gente tentar entender como os outros nos olham, como eles conseguem seguir a vida.
Melhora pra ti.

Ivan disse...

Pois é, é difícil ser forte todos os dias, isso cansa... Saudades do teu blog... Textos excelentes, como sempre... Abraço

Thay Negrão disse...

Olá minha quase xará!!
Primeiramente quero agradecer pelo comentário no meu blog, adorei de verdade!!!
É o que eu sempre digo, escrever é uma forma de desabafo, e foi o que você fez!! Desabafar é uma das melhores coisas quando a nossa mente entra em conflito com o nosso coração...! Um abraço bem forte...se cuida moça!!!

Thay Negrão disse...

Olá minha quase xará!!
Primeiramente quero agradecer pelo comentário no meu blog, adorei de verdade!!!
É o que eu sempre digo, escrever é uma forma de desabafo, e foi o que você fez!! Desabafar é uma das melhores coisas quando a nossa mente entra em conflito com o nosso coração...! Um abraço bem forte...se cuida moça!!!

Jão disse...

Duvidas aparecem, os medos. Mais resta serguir em frente, passar por cima disso tudo. No final vai valer a pena.


Beijos!