sábado, 26 de março de 2011

A vida ensina mesmo!

A vida ensina...
Que nem tudo é justo, mas você deve ser.
Que amar às vezes machuca.
Que amar é a melhor coisa do mundo.
Que aquela amizade que você jurava que era eterna, às vezes não é.
Que aquela amizade desinteressada, de repente se torna eterna.
A vida ensina que viver é bom e que desistir não é uma opção.

O texto acima é de minha autoria. Estava com este sentimento hoje, querendo compartilhar. E, então, navegando na internet, encontrei o poema  abaixo do Pablo Neruda, que eu ainda não conhecia. Para completar este post, esta ideia e a nossa vida.

É isso.


É Proibido

É proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer
Ter medo de suas lembranças.

É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,

Não transformar sonhos em realidade.
É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos

Não tentar compreender o que viveram juntos
Chamá-los somente quando necessita deles.
É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,

Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.
É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,

Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,

Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se
desencontraram,
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,

Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,

Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade,

Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual.
Pablo Neruda

14 comentários:

Sam disse...

Thais,
na verdade, pagamos o preço por nós e pelos outros por sermos corretos, na nossa concepção, na nossa verdade.

Mas sabe, apesar de tudo, o melhor é seguir o coração.

E se for "proibido", que seja mais gostoso.

A liberdade de ser é a maior prova de grandiosidade do ser humano.

Meu beijo, querida!

Sandro Ataliba disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sandro Ataliba disse...

Não sei se amar é a melhor coisa do mundo, mas amar VOCÊ, se não for a melhor, só perde para algo que eu ainda não conheço.
♥x!

Affonso Schmitt Paiz disse...

É, dizem que a Vida é uma professora muito severa, primeiro ela aplica a prova para depois ensinar. Todas as dificuldades, todo amor, toda e qualquer espécie de sentimento, momentos, tudo isso (creio eu) faz parte da evolução, de um plano bem maior, nós só temos que seguir em frente para descobrir. Viver vale a pena!

Obrigado pelos comentários, pelo belo post, por compartilhar conosco!

Bjs

Flávia - Compartilhando Idéias... disse...

Oi amiga, amei tanto estas citações de Pablo Neruda (muito bem escolhidas por você) que já indiquei para umas 3 amigas blogueiras! Tudo que é bom deve ser compartilhado!
Gostei muito, principalmente desta frase: "A vida ensina...
Que nem tudo é justo, mas você deve ser".
Lindo demais.
Bjs

otilia cristina disse...

OLÁ THAÍS
CHEGUEI AQUI POR TER LIDO UM COMENTARIO DA FLAVIA EM OUTRO BLOG SOBRE ESTE POST SEU..E ACHEI LINDO DEMAIS...PABLO NERUDA GRANDE POETA...BOM AMIGO DE JORGE AMADO E ZÉLIA GATTAI NÃO PODERIA SER DIFERENTE SRSR SRSR ...SABE THAÍS TEMOS QUE NOS ACOSTUMAR COM ESSAS COISAS QUE MUDAM OU QUE A GENTE QUE ENXERGA DO JEITO QUE QUEREMOS E DEPOIS GENTE ACORDA E SE MAGOA NÉ?AS VEZES TEMOS UMA AMIGA QUE ACHAMOS SER NOSSA AMIGA EMBORA TUDO SINALIZE PARA QUE NÃO É MAS SÓ VAMOS SABER QUANDO ELA SE MOSTRAR QUEM É PARA NÓS NÃO É?INFELISMENTE NÃO APRENDEMOS COM OS TOMBOS DOS OUTROS SÓ APRENDEMOS QUANDO CAIMOS E A DOR É EM NÓS MESMAS...LINDO TEXTO..SEU BLOG É MUITO LINDO..

OTILIA
BOM DOMINGO..

Quel disse...

Outro post lindo de morrer!

É boa essa sensação de que a vida ensina, e de que é possivel seguir em frente, mais leve e mais feliz.

Mas ou menos como disse Che Guevara - e eu custei pra compreender direito - "endurecer a luta, sem perder a ternura jamais".

Pra mim, esse é o grande desafio!

O dia que eu estiver muito cansada e triste, eu vou voltar aqui pra ler isso que vc escreveu !rs!

Beijo!

Pamela Ruani disse...

Olá Thaís! Fico feliz com a tua presença eu meu blog e retribuo. Te parabenizo pelos excelentes textos, tens muito talento. Paz, saúde e muito sucesso! Ótima semana. Beeezos :**

Erika Saab disse...

Oi, Thaís, quem me indicou este texto foi a Flávia Shiroma do Blog Compartilhando idéias. Muito bonito o poema de Pablo Neruda e muito importante as suas reflexões do início do post! Parabéns!

Dave disse...

A vida sempre ensina, e como ensina! E as lições dela não perdoam absolutamente... Ninguém!

Beijo.

Cáh disse...

Bela escolha de post Thais... muito bom ler isto :)


Um beijooo

CARLA STOPA disse...

Eu é que me inspiro por aqui...Beijo amiga...

Camila Monteiro disse...

Poxa que bacana, esse é o tipico post que eu tenho que ler em dias tediosos e desencorajadores!!!
Obrigada pelas palavras... adorei!

Emoções disse...

Poetas, não se intitulam apenas poetas...
São seres estranhos, diferentes.
Possuidores de melancolia pungente
Nascem com o dom das palavras

A maldição do sentir extremado
Do sofrer demasiado
Do viver o sonho de amor
Com lancinante e extrema dor

Não sabem amar suave e sereno
Amam com todo o âmago, ao extremo.
Dedicam-se assim, por dias, noites,
Meses e anos sem fim

Mas como a vida é feita de escolhas
E na indiferença, na troca, sentem o desamor,
Mesmo compondo os mais belos versos
Inspirados que estão em seu espírito sofredor

Optam por parar de querer,
O que jamais poderão ter.
E como suas almas são predestinadas,
A escrever, escrever e mais nada,

Buscam nova inspiração,
Novas rimas, outra canção.
O poder do amor, um novo alguém,
Uma nova jornada!