quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Caminho a dois

E assim passo os meus dias
Ao passo que anda este amor
E não peço mais nada da vida
Já não há nada que eu possa desejar.

Não preciso de mais luz no dia
E nem mais breu na noite
Preciso do tempo 
Que o tempo não passe
Ainda que saiba que o tempo não para.

Mas o que me foi revelado
É que o tempo em sua própria vontade
Nunca acaba para os amantes
E que os amores verdadeiros duram a eternidade.

Então a mim só resta viver
E aceitar a perfeição que a vida dá
O tempo, a brisa, o calor,
Acordar sem despertador,
Levantar falando de amor,
Andar de bicicleta
Discutir 
Ficar de bem
Respirar este ar 
Que é o sopro de vida que a vida nos dá
E que cada um à sua maneira, tem.

E viver cada dia sem pensar no fim
Por que o amor não acaba assim.
Mas quando esta vida se acabar,
Não sei se teremos dinheiro,
Ou uma cadeira de balanço,
Ou sequer se a vida nos garantirá o pão.
Mas sei que até o último segundo de mim,
Eu vou segurar tua mão.

E quando eu acordar
Não importa onde eu esteja
Sei que eu vou te encontrar
Porque o amor sabe esperar.

E, no fim eu recomeço, e pego a tua mão... 
Para nunca mais soltar.

Thaís de Almeida Alves - 12/01/2011

"Dois amantes felizes não têm fim nem morte,
nascem e morrem tanta vez enquanto vivem,
são eternos como é a natureza." (Pablo Neruda)

Para o meu Sandro


6 comentários:

Sandro Ataliba disse...

LINDA!
O que posso querer mais?
É bonita, inteligente, sagaz, engraçada, companheira, gosta de esportes, cozinha bem, e ainda escreve bem!
♥x!

Benno disse...

quem de fato ama e é amado já chegou no paraíso.

Gisley Scott disse...

"E viver a cada dia sem pensar no fim, pq o amor não acaba assim".

Thaís, é isso o que está faltando no mundo hj. O amor que não acaba. As pessoas já entram no relacionamento com aquela mentalidade do plano B("se não der certo, eu...").

Eu acredito que o verdadeiro amor( que não é sentimento, tesão, emoção e sim DECISÃO) não acaba mesmo.E que venham mais amores como esses para mostrar ao mundo que o amor vale a pena.

Victoria disse...

Lindo lindo lindo! Amar é bom demais e ser amada de volta deixa perfeito.
Beijos!

Quel disse...

Uau....Eu queria poder acreditar em amores assim....

Me lembrou um comentário de uma garota no twitter dias atrás. "Nada pode ser mais assustador do que a felicidade".

É como eu me sinto lendo esse seu poema...

Abraço!

Flávia - Compartilhando Idéias... disse...

Oi Tatá, tudo bem minha linda?
Estou arrepiada com estas palavras.
Quando comecei a ler, parei e voltei ao início e li em voz alta para mim mesma, como se eu estivesse lendo para meu marido (ele não está aqui agora), pausadamente e com ternura. Fiquei toda arrepiada e profundamente emocionada.
Parabéns por ter esta incrível capacidade de transformar em palavras os seus sentimentos mais profundos.

Eu li tudo obviamente, mas nesta parte: "E viver cada dia sem pensar no fim por que o amor não acaba assim", eu me lembrei de uma postagem que fiz uma vez no meu blog sobre o meu constante medo de perder meu esposo numa dessas fatalidades da vida. Por mais que eu o ame, não consigo não pensar na possibilidade disso acontecer e sinto muito medo.
Por outro lado, concordo com você que o amor verdadeiro não tem fim, ele apenas recomeça numa outra dimensão, de mãos dadas novamente! Lindo!!!!!!

Parabéns mais uma vez.
É por essas e outras que AMO seu blog!!
Beijos e bom final de semana!

ps.: o link do post que citei é: http://flaviashiroma.blogspot.com/2010/09/amor-medo-e-morte.html