quarta-feira, 2 de junho de 2010

Dormir e dançar, é só começar!

Contando os minutos
As 7 e meia eu entro
O lugar é o 8
Que me leva ao infinito.

A cidade é a minha
O lugar é o meu
Onde ele está
O paraíso mais bonito.

Então a dança começa
Ele me abraça
Pra me aconchegar
Ele se afasta
Eu vou procurar.

E nesse compasso
A única regra é não desgrudar
É sempre o mesmo passo
Os dois para lá, os dois para cá.

2 comentários:

Flávio Morgado disse...

Que belo espaço, gostei da umidade apaixonada.
Faço-me um seguidor.
Abraço.

F.M.

Amanda Bruna disse...

Tão simples e tão lindo...
gostei muito do seu blog!