sexta-feira, 11 de junho de 2010

Brega tá na moda! Ao menos pra mim!

Gosto de chocolate quente no frio,
Chapéu na Lapa,
Bota no rodeio.
Poemas de amor,
Músicas de amor,
Gosto do amor.
Acredito em "à primeira vista",
Acredito em amor eterno,
Acredito nas pessoas.
Acho que trabalho leva a algum lugar
Gosto de cinema (mais que filmes),
Adoro literatura.
Acredito em Deus
Ou em algo equivalente.
Acredito na fidelidade,
E ainda aposto no casamento como meio de ser feliz.
Preciso que as músicas tenham ritmo,
Mas muito mais que isso, que tenham letra.
Gosto de móveis antigos,
De histórias antigas,
Afinal, eu estudo História...
Quero uma família,
Preciso ser amada,
Preciso amar ainda mais!
Gosto do tempo passando,
E de ir aprendendo com ele.
Gosto de pessoas que também pensam assim
E não tenho medo de dizer pra quem quiser ouvir
Que ser fútil e superficial não é legal pra mim.
Quero pessoas ao meu redor com quem eu possa trocar
E não para me sugar e cansar.
Gosto de cheiro de terra molhada,
Curtir o horizonte,
Aprender com o ambiente.
Gosto de usar as coisas e curtir as pessoas
E não o contrário disso.
Acho que trabalho é feito para ganhar dinheiro,
Mas tem que ser bem mais que isso.
E dinheiro tem que existir para me satisfazer,
Mas nunca para me escravizar.
Quero mais museus, mais teatros,
Mais arte, mais subjetividade!
Sonho com mais tempo para ler,
Com menos coisas pra fazer.

É, estou na contramão desse mundo, onde tudo é pra ontem, o amanhã é pra já. Onde o amor virou uma micareta, e tudo se tornou descartável. E que ser sincero é grosseria, porque alguém inventou que simpatia é falar o que não pensa para ser agradável. Certamente eu seria um homem muito mais feliz na década de 30... o problema é que como eu sou mulher, então nem iria adiantar...rs

É isso.


2 comentários:

Rê Lopes disse...

Então irmã, somos 2! (mas que novidade, rs)
São nossas crenças, nossos valores. São eles que nos tornam pessoas tão interessantes, queridas e diferentes! (modéstia, o q eh isso? rss)
beijão, amo vc!

Sandro Ataliba disse...

Infelizmente o mundo em que vivemos não permite várias destas escolhas. Triste, mas verdeiro.
LuvU!